fbpx

Como melhorar a circulação das pernas em 12 passos práticos

Mulher colocando as mãos nas pernas com má circulação sanguínea

Saber como melhorar a má circulação nas pernas é fundamental para tomar as medidas necessárias e reduzir sintomas desconfortáveis como dor, inchaço e fadiga. 

Conheça a seguir 12 orientações práticas para aumentar o fluxo sanguíneo nas pernas e nos pés e reduzir os sintomas de má circulação.

Veja como melhorar a circulação das pernas

Felizmente, existem diversas ações que você pode começar agora mesmo para melhorar a circulação nas pernas.

Algumas delas são:

1) Faça exercícios físicos regularmente

Ao fazer exercícios regulares, como caminhada, corrida ou natação, você está ajudando a fortalecer os músculos das pernas, melhorando a circulação sanguínea. 

Além disso, o exercício também ajuda a controlar o peso, reduzir o estresse e melhorar a saúde cardiovascular geral. Isso contribui para uma melhor circulação sanguínea em todo o corpo, incluindo as pernas.

Porém, é importante a intensidade do exercício deve ser determinada em conjunto com um profissional de saúde, levando em consideração sua condição física atual e histórico médico. 

Em alguns casos, é necessário fazer adaptações ou modificações nos exercícios para garantir a segurança e a eficácia do treinamento.

2) Use meias de compressão

As meias de compressão são dispositivos médicos que ajudam a melhorar a circulação sanguínea nas pernas. 

Elas funcionam através da aplicação de uma pressão graduada nas pernas, com a compressão mais forte na região do tornozelo e diminuindo gradualmente em direção ao joelho ou coxa. 

Essa pressão graduada empurra o sangue das veias superficiais das pernas para as veias profundas, melhorando o fluxo sanguíneo e reduzindo o inchaço e a dor nas pernas.

3) Eleve as pernas

Quando ficamos em pé ou sentados por longos períodos, a gravidade dificulta o retorno do sangue das pernas de volta ao coração, fazendo com que o sangue se acumule nas veias e cause inchaço e dor nas pernas. 

Mas ao elevarmos as pernas acima do nível do coração, o sangue é capaz de fluir com mais facilidade de volta ao coração. Isso diminui a pressão nas veias das pernas e melhorando a circulação sanguínea.

A elevação das pernas pode ser feita de várias maneiras, como deitar-se em uma cama com as pernas apoiadas em travesseiros ou almofadas, ou sentar-se com as pernas levantadas em uma cadeira. 

É importante lembrar que a elevação deve ser mantida por pelo menos 20 a 30 minutos para permitir que o sangue flua adequadamente de volta ao coração. 

4) Hidrate-se bem

O corpo desidratado torna o sangue mais espesso e, portanto, mais difícil de circular pelo corpo.

Além disso, a hidratação adequada ajuda a manter a elasticidade das veias e artérias, permitindo que o sangue flua mais facilmente. 

A água também ajuda a manter a temperatura corporal e regular o sistema linfático, que é importante para a circulação sanguínea saudável. 

A quantidade de água necessária varia de acordo com o peso corporal, nível de atividade física e outras variáveis, mas a maioria das pessoas precisa beber pelo menos 8 copos de água por dia. 

Consultar um médico ou um nutricionista pode ajudar a determinar a quantidade ideal de água para o seu corpo especificamente.

5) Evite ficar sentado ou em pé por longos períodos de tempo

Ao estar em uma posição sentada ou em pé, a gravidade puxa o sangue para baixo, tornando mais difícil para o sangue fluir de volta ao coração, especialmente nas veias das pernas.

Isso pode levar ao acúmulo de sangue nas pernas, causando inchaço, dor, sensação de peso ou cansaço nas pernas. 

Por isso, é importante se manter em movimento o máximo possível quando se tem problemas de circulação nos membros inferiores.

6) Evite roupas apertadas

Roupas apertadas podem comprimir as veias e artérias, o que dificulta a passagem do sangue. 

Tome cuidado especial com as roupas que restringem a região da virilha, pois elas costumam interferir no fluxo sanguíneo para os membros inferiores, aumentando a pressão nas veias e nos vasos sanguíneos. 

Isso pode causar problemas circulatórios, como varizes, trombose venosa profunda (TVP) e edema, dentre outros.

7) Mantenha um peso saudável

O excesso de peso pode prejudicar a circulação sanguínea nas pernas de diversas maneiras. 

Primeiramente, ele sobrecarrega o coração, levando a uma pressão arterial elevada e aumentando o risco de doenças cardiovasculares. 

Além disso, a gordura corporal em excesso provoca uma maior resistência à insulina, e isso aumenta o risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Outro problema diz respeito ao aumento de pressão nas veias das pernas, dificultando o fluxo sanguíneo de volta ao coração. 

O excesso de peso também pode causar uma inflamação crônica no corpo e, assim, danificar as paredes dos vasos sanguíneos.

8) Evite fumar

O cigarro contém substâncias tóxicas que danificam as paredes dos vasos sanguíneos, causando o estreitamento e o endurecimento dessas estruturas.

Além disso, o fumo também leva à formação de placas de gordura nas paredes dos vasos, que podem obstruir o fluxo sanguíneo.

Por isso, parar de fumar é um componente fundamental para melhorar a circulação nas pernas.

9) Consuma uma dieta saudável

Uma dieta saudável pode ajudar a melhorar a circulação nas pernas. Tente incluir alimentos ricos em fibras, como frutas e vegetais, e evite alimentos processados e ricos em gorduras saturadas.

10) Faça terapia de contraste de água quente e fria

Essa terapia consiste em alternar entre a exposição das pernas à água quente e fria, criando uma alteração de temperatura e pressão no corpo. 

Isso ajuda a estimular a circulação sanguínea, aumentando o fluxo de sangue e oxigênio para as áreas afetadas.

Quando as pernas são expostas à água quente, os vasos sanguíneos se dilatam, permitindo que o sangue flua mais facilmente. 

Já a exposição à água fria causa uma constrição dos vasos sanguíneos, forçando o sangue a fluir com mais pressão e velocidade. 

11) Faça massagens nas pernas

As massagens nas pernas podem ajudar a estimular o fluxo sanguíneo, movendo o sangue de volta ao coração e melhorando a circulação. 

Além disso, contribuem para a redução de dores musculares, cãibras e inchaços.

12) Evite o álcool em excesso

O consumo exagerado de álcool pode prejudicar a circulação sanguínea em todo o corpo, incluindo nas pernas. Limite o consumo de álcool para ajudar a melhorar a circulação.

O que pode ser a má circulação nas pernas?

A má circulação nas pernas pode ser causada por uma variedade de fatores, como problemas nas veias, artérias e músculos. 

Algumas das principais causas de má circulação nas pernas são:

  • Doença arterial periférica: condição em que as artérias que fornecem sangue para as pernas ficam estreitadas ou bloqueadas. Isso pode causar dor, cãibras e fadiga nas pernas.
  • Varizes: as varizes são veias inchadas e tortuosas que costumam causar dor e inchaço nas pernas.
  • Trombose venosa profunda: a trombose venosa profunda é um coágulo de sangue que se forma nas veias profundas das pernas, causando inchaço e dor na perna afetada.
  • Diabetes: a diabetes pode afetar a circulação sanguínea nas pernas e causar feridas de cicatrização lenta.
  • Obesidade: o excesso de peso coloca pressão adicional nas veias das pernas, dificultando o retorno do sangue ao coração.

Inclusive, essas são doenças que podem levar a feridas crônicas na perna, agravando ainda mais o problema.

Leia mais: Como promover a cicatrização em diabéticos

Como saber se você tem má circulação nas pernas?

Alguns sinais comuns de má circulação nas pernas são:

  • Dor nas pernas ao caminhar ou fazer exercícios físicos;
  • Inchaço nas pernas e tornozelos;
  • Pele seca ou descamativa nas pernas;
  • Fadiga nas pernas;
  • Varizes ou veias visíveis nas pernas;
  • Feridas cicatrizam lentamente;
  • Dormência ou formigamento nas pernas.

Quando procurar um médico?

Se você experimentar sintomas persistentes de má circulação nas pernas, como dor intensa, inchaço grave ou feridas que não cicatrizam, é importante procurar um médico imediatamente. 

Esses sintomas costumam indicar uma condição subjacente mais séria, como trombose venosa profunda ou doença arterial periférica.

Em clínicas como a Doutor Feridas, existem profissionais multidisciplinares especializados em cicatrização e outras condições, como médicos, fisioterapeutas, enfermeiros e outros.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

6 respostas

    1. Olá! Desde já, quero te parabenizar por ter feito contato conosco. Foi uma EXCELENTE DECISÃO, pois temos um índice enorme de casos resolvidos e pacientes satisfeitos no que diz respeito à cicatrização de feridas, e certamente poderemos fazer o mesmo por você!
      Neste caso, peço que entre em contato conosco pelo whatsapp ( https://wa.me/5511963042465 ) para que possamos agendar essa avaliação, ok?

  1. Doutor minha sogra 3sya com o pé diabético. Amputpi um dedo e esta começando a prejudicar p pé. Não queríamos a Amputação. Do pé

    1. Olá! Desde já, quero te parabenizar por ter feito contato conosco. Foi uma EXCELENTE DECISÃO, pois temos um índice enorme de casos resolvidos e pacientes satisfeitos no que diz respeito à cicatrização de feridas, e certamente poderemos fazer o mesmo por você!
      Neste caso, peço que entre em contato conosco pelo whatsapp ( https://wa.me/5511963042465 ) para que possamos agendar essa avaliação, ok?

  2. Boa tarde
    Doutor , estou com meu pé esquerdo sem comando. Sinto ele gelado sempre.. dói a pinta do segundo dedo deste pé.Sinto está parede do pé dormente também

    1. Olá! Desde já, quero te parabenizar por ter feito contato conosco. Foi uma EXCELENTE DECISÃO, pois temos um índice enorme de casos resolvidos e pacientes satisfeitos no que diz respeito à cicatrização de feridas, e certamente poderemos fazer o mesmo por você!
      Neste caso, peço que entre em contato conosco pelo whatsapp ( https://wa.me/5511947220946) para que possamos agendar uma avaliação, ok?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × quatro =

plugins premium WordPress
doutor-feridas-marca

Agende agora uma Consulta com um Especialista em Feridas

Temos especialistas em todo Brasil para atendimento em nossas clínicas ou em domicílio

doutor-feridas-marca

Agende agora uma consulta com um Especialista em Feridas​!

Temos especialistas em todo Brasil para
atendimento em nossas clínicas ou em
domicílio.

Aceitamos PIX, cartão ou boleto. Pagamento facilitado.