fbpx

Quais as principais doenças que causam feridas nas pernas?

Existem diversas doenças que causam feridas nas pernas. As principais delas são as que provocam má circulação sanguínea, afetando assim os membros inferiores.

Por isso, em casos de feridas que não cicatrizam, essas doenças precisam ser investigadas por um médico para poder fechar o diagnóstico e, assim, iniciar o tratamento.

Diabetes

A diabetes, sem dúvidas, está entre as causas mais comuns de feridas que demoram a cicatrizar, seja na perna ou em qualquer outra parte do corpo.

Isso acontece pois o excesso de açúcar afeta a circulação dos nutrientes pelo organismo, o que provoca inflamação e prejudica a imunidade.

Assim, o corpo encontra dificuldades para promover a cicatrização e se torna mais exposto a sofrer com os efeitos da ação de bactérias que provocam a infecção.

As feridas de pé diabético são as mais comuns provocadas pela Diabetes, causando uma condição conhecida como úlcera neuropática.

Insuficiência Venosa Crônica (IVC)

A Insuficiência Venosa Crônica (IVC) ocorre quando as veias das pernas são danificadas, prejudicando a circulação do sangue de volta ao coração. 

Com isso, o sangue se acumula nas pernas e gera uma alta pressão nas veias. 

Se não tratada corretamente, a a IVC pode causar varizes, dores, cãibras, coceiras inchaço e feridas abertas conhecidas como úlceras venosas (também chamadas de varicosas).

Essas úlceras normalmente se formam na parte interna da perna, logo acima do tornozelo.

Se não tratadas corretamente, podem infeccionar e causar problemas mais graves. Por isso, a importância de buscar atendimento especializado para essas feridas.

Doença Arterial Periférica (DAP)

A Doença Arterial Periférica (DAP) é outra doença que pode causar feridas nas pernas.

Essa condição provoca o estreitamento das artérias, provocando o acúmulo de placas de gordura nas artérias das pernas ou braços.

Ao prejudicar o fluxo sanguíneo pelo organismo, a DAP pode fazer surgir úlceras arteriais, geralmente nos pés e na extremidade da perna.

Quem sofre de úlcera arterial, normalmente, relata dores nas pernas após caminhar e praticar outras atividades físicas, melhorando com o repouso.

No caso de úlceras venosas, é justamente o contrário. A dor é maior no repouso e melhora ao caminhar.

Trombose Venosa Profunda

A Trombose Venosa Profunda é uma doença que ocorre quando um coágulo se forma dentro de um vaso sanguíneo. 

Com isso, o fluxo sanguíneo é bloqueado e provoca como sintomas iniciais dores e inchaços nas pernas, além de dor no peito ou dormência em parte do corpo.

Em muitos casos, esses sintomas podem evoluir também para úlceras venosas nas regiões afetadas.

Câncer

Embora seja raro de acontecer, o câncer também é uma doença que pode causar feridas nas pernas.

Isso acontece, normalmente, quando um tumor cresce e rompe a superfície da pele, fazendo surgir as feridas.

Erisipela

A erisipela não é uma doença em si, mas se trata de uma condição infecciosa muito comum que leva a feridas de difícil cicatrização.

Ela é formada por uma infecção bacteriana causada pelo Streptococcus hemolítico do grupo A, que atinge a superfície da pele. 

Além de uma ferida bastante dolorida, os sintomas podem incluir febre, inchaço e calafrios. 

Como tratar feridas provocadas por doenças crônicas

É muito comum os pacientes chegarem às nossas clínicas se queixando que estão há meses ou até anos sofrendo com feridas que não cicatrizam.

Isso acontece, pois, em muitos casos, são recomendados para eles apenas tratamentos tópicos com pomadas e outros que não agem na origem da ferida.

Por isso, o tratamento de qualquer ferida começa por um diagnóstico profundo que vai considerar a história do paciente, o histórico familiar, a maneira como surgiu a ferida e exames complementares para fechar o diagnóstico.

Somente conhecendo a origem da doença é que o profissional especializado poderá, de fato, recomendar uma série de ações para promover a cicatrização.

Se for detectada, por exemplo, uma diabetes em nível alto, a primeira iniciativa a se fazer é controlar a doença que está impedindo a cicatrização, ao mesmo tempo em que são adotadas outras estratégias complementares.

São inúmeros os tratamentos disponíveis para cada tipo de ferida, o que torna praticamente todos os casos solucionáveis com o diagnóstico correto e a adesão do paciente às recomendações médicas.

O maior problema para o paciente é o diagnóstico tardio, pois é muito comum a ferida infeccionar neste processo, agravando assim os sintomas.

Por isso, é fundamental buscar o mais rápido possível ajuda especializada, para reduzir os riscos de piora da infecção e acelerar ao máximo a cicatrização.

Qual médico devo procurar?

Para receber o diagnóstico correto, o ideal é buscar um profissional especializado em feridas.

A especialidade de saúde focada em cicatrização de feridas é a enfermagem em estomaterapia.

O médico clínico geral e o cirurgião vascular também são profissionais que podem auxiliar na busca por esse diagnóstico inicial.

Em clínicas especializadas, como a Doutor Feridas, é possível encontrar profissionais de várias especialidades capacitados em cicatrização.

Aqui, por exemplo, nós temos médicos, enfermeiros estomaterapeutas, fisioterapeutas e outros profissionais que atuam em conjunto no tratamento de feridas complexas.

A primeira consulta de avaliação é gratuita e também atendemos via telemedicina.

Você pode agendar aqui uma conversa com um dos nossos especialistas em feridas.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 18 =

plugins premium WordPress
doutor-feridas-marca

Agende agora uma Consulta com um Especialista em Feridas

Temos especialistas em todo Brasil para atendimento em nossas clínicas ou em domicílio

doutor-feridas-marca

Agende agora uma consulta com um Especialista em Feridas​!

Temos especialistas em todo Brasil para
atendimento em nossas clínicas ou em
domicílio.

Aceitamos PIX, cartão ou boleto. Pagamento facilitado.