fbpx

Úlcera arterial: o que é, quais os sintomas e como tratar

Enfermeiro aplica curativo para úlcera arterial

A úlcera arterial é uma condição que atinge boa parte da população e causa grandes prejuízos à qualidade de vida, devido às dores e à dificuldade de cicatrização.

Felizmente, hoje existem uma série de tratamentos comprovados para a cura dessas lesões e que permitem aos pacientes retomar suas atividades normalmente.

Se você tem ou cuida de alguém com esse tipo de ferida, vamos te ajudar a entender melhor sobre a úlcera arterial, seus fatores de risco, sintomas e prevenção.

O que é úlcera arterial e quais as suas causas

As úlceras arteriais são feridas na perna ou nos pés causadas, principalmente, pela má circulação sanguínea.

Elas são mais frequentes em pessoas que têm Doença Arterial Periférica (DAP), que é uma condição na qual há um estreitamento ou bloqueio das artérias que transportam o sangue para as extremidades do corpo, como pernas e braços.

A principal causa da DAP é a aterosclerose, condição na qual as artérias ficam estreitadas e endurecidas devido ao acúmulo de placas de gordura.

Outra causa também pode ser o Diabetes, pois pessoas com essa condição têm um risco aumentado de desenvolver problemas vasculares.

As úlceras arteriais são feridas de cicatrização lenta e requerem uma série de cuidados para evitar a infecção e tornar possível a cura.

Sintomas de úlcera arterial

Embora possam surgir em outras áreas do corpo, as úlceras arteriais geralmente se formam no lado externo do tornozelo, pés, calcanhares ou dedos dos pés. 

A presença de dor e de uma aparência perfurada são alguns dos principais sintomas desse tipo de ferida.

Outros sintomas são:

  • Dor ao elevar a perna;
  • Dor nas pernas que ocorre durante a caminhada e melhora com o repouso;
  • Odor forte;
  • Feridas normalmente mais rasas e com aspecto “perfurado”;
  • Geralmente não há sangramento;
  • A região afetada é fria ao ser tocada, podendo haver também sinais de dormência;
  • Bordas normalmente regulares e esbranquiçadas;
  • Mudanças na cor da pele circundante, como palidez, vermelhidão ou tonalidade azulada;
  • Dores aumentam à noite;
  • Inchaço dos tecidos circundantes à úlcera devido ao acúmulo de fluidos;
  • Pele firme e sem pêlos.

Fatores de risco para a úlcera arterial

São vários os fatores de risco que podem contribuir com o surgimento de úlceras arteriais.

Os principais deles são:

  • Diabetes mellitus;
  • Idade avançada;
  • Histórico familiar de doenças vasculares;
  • Calçado desconfortável;
  • Colesterol alto;
  • Obesidade;
  • Pressão alta;
  • Hábito de fumar;
  • Sedentarismo;
  • Lesões repetidas;
  • Doenças autoimunes, como como o lúpus eritematoso sistêmico (LES) e a doença de Behçet;
  • Deformidade do pé.

Como é o tratamento da úlcera arterial

O tratamento das úlceras arteriais depende sempre da gravidade do problema, do histórico do paciente e da sua condição de saúde atual.

Portanto, é fundamental a avaliação de um médico vascular ou de um profissional especialista em feridas, antes de iniciar qualquer tratamento.

1) Diagnóstico completo do paciente

Antes de qualquer iniciativa, é preciso fazer uma avaliação inicial completa, para entender toda a história do paciente e do surgimento da lesão.

O médico pode solicitar também exames como USG Doppler Venoso, Índice de Pressão Tornozelo Braço e exames laboratoriais para verificação do colesterol e glicemia.

2) Medicamentos e procedimentos para melhorar a circulação sanguínea

O ponto principal nas úlceras arteriais é melhorar a irrigação sanguínea da perna.

Para isso, podem ser indicados medicamentos antiagregantes plaquetários e vasodilatadores, sob prescrição médica.

Outro procedimento comum, principalmente em casos de ferida infeccionada, é o desbridamento da ferida, para a remoção dos tecidos desvitalizados que estão impedindo a cicatrização.

Em estágios mais avançados da ferida, existe a possibilidade da cirurgia de angioplastia, com o objetivo de restaurar o fluxo sanguíneo para os tecidos. 

A angioplastia  ajuda a abrir a artéria bloqueada com um balão médico, permitindo um melhor fluxo sanguíneo. 

Em alguns casos, as artérias afetadas precisam permanecer abertas usando um stent, que é um pequeno cilindro de metal. 

A endoprótese é outro procedimento. É quando um stent coberto com um tecido sintético é colocado nos vasos sanguíneos para contornar as artérias afetadas. 

Somente em casos muito graves, em que não é possível realizar estes procedimentos, a amputação é recomendada. 

Mas não tome uma decisão séria como essa sem antes consultar um especialista em feridas, pois existem diversos tratamentos avançados que podem ajudar na cicatrização.

3) Curativos especiais

Alguns dos maiores erros no tratamento dessas feridas é utilizar pomadas antibióticas, água oxigenada, curativos de compressão e outras receitas caseiras.

Existem curativos especiais à base de prata ou polihexanida, com ação antimicrobiana, que ajudam a controlar a infecção e eliminar as barreiras que estão dificultando a cicatrização.

Podem ser utilizados também cremes barreira protetora na pele em volta da ferida, com o objetivo de reduzir os riscos de infecção por micro-organismos.

Tenha sempre as mãos limpas ao manusear os curativos e jamais utilize água com sabão direto na ferida. 

Para fazer a limpeza da ferida, deve-se utilizar soro fisiológico morno. O ideal é que isso seja feito por um profissional de saúde habilitado.

4) Tratamentos adjuvantes

Além dos tratamentos convencionais, podem ser adicionados outros tratamentos para acelerar a cicatrização da úlcera arterial.

Alguns desses chamados tratamentos adjuvantes são a terapia por pressão negativa, a laserterapia e a oxigenoterapia hiperbárica.

Adotando todos esses 4 passos em conjunto, é possível reverter as condições negativas e cicatrizar a úlcera arterial na absoluta maioria dos casos.

Como cuidar das feridas arteriais em casa

Como cada caso tem sua particularidade, procure orientação médica para cuidar de suas feridas em casa. 

De forma geral, os procedimentos vão incluir:

  • Tomar regularmente todos os medicamentos prescritos;
  • Manter a ferida limpa e seca, para evitar que aumente de tamanho;
  • Controlar o colesterol, a glicemia e a pressão arterial;
  • Consumir bastante água;
  • Parar de fumar, se você tiver esse hábito;
  • Seguir uma alimentação saudável;
  • Consumir suplementos nutricionais que auxiliam na cicatrização, se possível;
  • Usar sapatos ortopédicos, se houver indicação médica;
  • Fazer exercícios regularmente, conforme indicação médica;
  • Utilizar bandagens de compressão, se necessário.

Como prevenir a úlcera arterial

Se você tem idade avançada ou histórico familiar de problemas arteriais, é fundamental se prevenir de úlceras arteriais.

Para isso, você deve tomar cuidados como:

  • Controle de fatores de risco: Mantenha sob controle condições como diabetes, hipertensão arterial e colesterol alto. Evite o tabagismo e mantenha o peso saudável. 
  • Cuidados com os pés: Mantenha os pés limpos e secos e com as unhas sempre cortadas. Use sapatos confortáveis e verifique os pés em busca de lesões ou áreas de pressão.
  • Atividade física regular: Pratique exercícios físicos regularmente para melhorar a circulação sanguínea e reduzir o risco de desenvolver doenças vasculares. 
  • Acompanhamento médico: Realize exames médicos de rotina para monitorar regularmente a saúde vascular. 

Dúvidas frequentes sobre úlcera arterial

Quais são as principais complicações das úlceras arteriais?

As principais complicações das úlceras arteriais incluem infecção da ferida, gangrena (morte do tecido), formação de abscessos, osteomielite (infecção óssea) e, em casos graves e não tratados adequadamente, amputação do membro afetado.

Quanto tempo leva para uma úlcera arterial cicatrizar?

O tempo de cicatrização de uma úlcera arterial varia dependendo da gravidade da ferida, da saúde geral do paciente, da eficácia do tratamento e de outros fatores individuais. Algumas úlceras podem cicatrizar em semanas, enquanto outras podem levar meses ou até mesmo anos para fechar completamente.

A úlcera arterial pode recorrer após o tratamento?

Sim, em alguns casos, úlceras arteriais podem recorrer mesmo após o tratamento adequado. Por isso, é importante continuar seguindo as orientações médicas, controlando fatores de risco e realizando acompanhamento regular com um profissional de saúde.

Existe alguma restrição de atividades para pessoas com úlceras arteriais?

Em geral, recomenda-se evitar atividades que possam aumentar a pressão nos membros inferiores e comprometer a circulação sanguínea, como ficar em pé por longos períodos ou praticar exercícios intensos. 

Qual tipo de médico devo procurar para tratar úlcera arterial?

No caso de feridas arteriais, você pode procurar um médico vascular ou enfermeiro estomaterapeuta.

O ideal é buscar a ajuda de um centro especializado em tratamento de feridas, pois nestes locais existem equipes multidisciplinares cujo único foco é acelerar o processo de cicatrização.

Nestas clínicas também costumam existir tecnologias mais avançadas para o tratamento das feridas, o que pode ajudar no tratamento.

Na Doutor Feridas, por exemplo, contamos com uma equipe de médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e outros profissionais especializados em cicatrização de feridas.

Assim, conseguimos atuar de forma plena na cicatrização de úlceras arteriais e outros tipos de feridas.

Agende uma consulta de avaliação em uma de nossas clínicas.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

6 respostas

  1. Marquei consulta com vcs arrumei carona para ir pq moro longe e VCS CANCELARAM e remarcaram para o dIa que vcs queriam, VCS ACHAM ISSO CERTO????? MAS NEM NO SUS FAZEM ISSO. E MÊDICO PARTICULAR???? EU EM??? vcs cobram alguma coisa para vir aqui em casa me tratar.??? Moro na pte rasa, achei uma falta de consideração de vcs. Um sacrifício perdido e eu queria tão voltar a andar!!!!

    1. Olá Marquei , minhas sinceras desculpas a você. Me conta tudo o que aconteceu, assim vou trabalhar na resolução do seu problema e retrata-lo com você. Caso tenha interesse em agendar uma consulta conosco para avaliar seu caso, pode nos contactar pelo WhatsApp (11)96181-7880. Aguardo Retorno !

  2. You really make it seem so easy with your presentation however I in finding this topic to be really something which I think I might never understand. It kind of feels too complicated and very vast for me. I am looking forward for your next post, I will try to get the grasp of it!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 5 =

plugins premium WordPress
doutor-feridas-marca

Agende agora uma Consulta com um Especialista em Feridas

Temos especialistas em todo Brasil para atendimento em nossas clínicas ou em domicílio

doutor-feridas-marca

Agende agora uma consulta com um Especialista em Feridas​!

Temos especialistas em todo Brasil para
atendimento em nossas clínicas ou em
domicílio.

Aceitamos PIX, cartão ou boleto. Pagamento facilitado.