fbpx

Exsudato: o que é e como ele pode ajudar a diagnosticar o tipo de ferida

Enfermeiro realiza curativo para exsudato em ferida

Exsudato (ou transudato) é o nome que se habituou a dar ao líquido que sai da ferida.

A depender do seu aspecto, o exsudato pode ser importante para ajudar a diagnosticar o paciente e definir a melhor forma de conduzir o tratamento.

Quais são os riscos de não controlar o exsudato da ferida?

Se não controlado desde o início, o exsudato pode levar à maceração da pele devido ao excesso de umidade na ferida.

Isso contribui para o aumento da ferida ou o aparecimento de novas lesões em torno dela.

Para evitar este problema, existem curativos absorventes e protetores cutâneos como cremes e películas que podem ser aplicadas na pele como proteção.

Outro problema sério causado pelo exsudato é que o líquido em contato com a ferida também pode servir como meio de cultura, criando um ambiente propício à proliferação bacteriana.

Por isso, é fundamental que, na presença de exsudato com características infecciosas, seja aplicado no leito da ferida curativos com função de absorção e de combate à infecção.

Quais aspectos avaliar no exsudato?

A avaliação do exsudato da ferida deve ser encarada como uma rotina durante todo o acompanhamento do tratamento.

Ou seja, é fundamental o enfermeiro e os familiares estarem aptos a detectar as condições que podem ser visualizadas durante as trocas de curativos.

Afinal, essa avaliação é fundamental para tomada de decisões que podem impactar diretamente no tratamento e na qualidade de vida desse paciente.

São esses os principais aspectos que devem ser avaliados:

  • Qual o aspecto do exsudato? (ele tem um aspecto seroso? Está saindo sangue? Tem pus? Sua cor está esverdeada ou amarronzada)
  • Como está o cheiro desse líquido?
  • Qual a quantidade de exsudato saindo da ferida?

Sobre o aspecto do exsudato

O exsudato pode ter a aparência comum de um fluido saindo da ferida, o que é uma condição dentro da normalidade.

Mas também é possível que apresente sangue, pus e sangue misturado com pus.

A presença de pus é sempre um indicativo de infecção na ferida, o que exige uma visita ao médico ou enfermeiro o mais rápido possível, antes que o problema fique mais grave.

Outro aspecto a ser observado é a presença de uma coloração esverdeada, que normalmente é provocada pela bactéria chamada Pseudomonas Aeruginosa.

Sobre o cheiro do exsudato

O cheiro forte e pútrido do exsudato está correlacionado com a presença de infecção.

É recomendável que a avaliação do odor da ferida seja feita somente após a limpeza da mesma com soro fisiológico, pois o cheiro muitas vezes pode ser residual do curativo.

Havendo a presença de forte odor, é recomendável a limpeza correta da ferida com soro fisiológico sob pressão, executada por um profissional especializado.

Em seguida, é preciso fazer a aplicação de coberturas (curativos) com ação antimicrobiana.

Sobre a quantidade do exsudato

Não existe uma metodologia exata para quantificar o exsudato em ferida. Como parâmetro, consideramos o seguinte:

  • Pouca quantidade: quando o curativo permanece seco após 24 horas da sua aplicação.
  • Média: quando é preciso fazer uma troca de curativo por dia.
  • Grande: quando há a necessidade de mais de uma troca de curativo por dia.

É preciso ficar em alerta, pois o aumento da quantidade de líquido na ferida também é um sinal de infecção.

A exceção é nos casos de terapias compressivas (meias elásticas, bota de unna ou faixas elásticas) em úlceras venosas. Nestas situações, é normal a saída de grande quantidade de líquidos, o que nem sempre é infecção.

Algumas condições de saúde também podem contribuir para grande saída de líquidos pelas lesões, como nas feridas de membros inferiores de pacientes com problemas cardiológicos e renais.

Nestes casos, além de tratar a ferida, é necessário tratar a origem dessas doenças, com o diagnóstico de um médico experiente.

Como cuidar de uma ferida saindo água (exsudato)?

  1. Proteger a pele em volta da ferida para evitar o excesso de umidade chamado maceração.
  2. Tratar os sinais de infecção com curativos antimicrobianos em casos de sinais de infecção. excesso de líquido, cheiro forte ou coloração esverdeada ou amarronzada.
  3. Em casos de feridas com pequena a média quantidade, usar coberturas absorventes como alginato, espumas ou hidrofibras.
  4. Curativos para tratamento de infecção estão associados com prata, polihexanida ou dialquil carboila e devem ser prescritos por especialistas.

Dúvidas frequentes de pacientes com feridas relacionadas ao exsudato

Minha ferida deve ficar seca?

Não, embora o exsudato (líquido que sai da ferida) deva ser controlado, o ambiente úmido favorece a cicatrização. Mas esse ambiente deve ser por um líquido mais fisiológico possível. Em casos de feridas secas devemos hidratar a ferida com produtos que favoreçam a umidade.


Devo deixar minha ferida descoberta para não reter o líquido?

A ferida aberta pode contribuir para infecção da ferida por constituir uma porta de entrada para bactérias. É necessária a aplicação de curativos com capacidades de absorção.


Quais curativos são utilizados para absorção de exsudato no tratamento de feridas?

Os principais são os alginatos de cálcio, as hidrofibras e as espumas de poliuretano. Porém, devem ser recomendados por especialistas para o uso correto.
Em casos de feridas infectadas, existem os curativos associados com prata, polihexanida ou dialquil carboila, que fazem o papel tanto de absorção como de tratamento da infecção.


Como proteger a pele em volta da ferida?

A proteção se faz com a aplicação de cremes barreiras protetoras. Existem diversas marcas no mercado. Esses cremes, quando aplicados na pele, formam uma barreira de proteção e são de fácil remoção.
Porém, não devem ser aplicados em áreas muito abrangentes para que não dificultem a fixação do curativo.
Também não podem ser confundidos ou substituídos por óleos e pomadas com óxido de zinco.
Isso porque os óleos impermeabilizam a pele e não a deixam transpirar, provocando formação de descamação da pele.
Já as pomadas de óxido de zinco são de difícil remoção e podem contribuir para a formação de dermatites durante sua remoção.

Quando me preocupar com o excesso de líquido na ferida?

Os sinais de alerta são:
– Grande quantidade de exsudato
– Cheiro forte
– Coloração estranha
– Febre
– Mal estar
– Pele quente e avermelhada
Nestes casos, o médico deve ser comunicado imediatamente para tratamento da infecção com antibióticos.

Qual profissional devo procurar nestes casos?

O ideal é que seja um profissional experiente e com vivência no tratamento de feridas.
Existem especializações na enfermagem como a Estomaterapia e a Dermatologia que formam profissionais competentes para tratar esses casos.
A Doutor Feridas possui uma rede de apoio presente em diversos pontos do país.
Nossa equipe conta com médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e nutricionistas. Trabalhamos ainda com Telemedicina e atendimento presencial nos nossos consultórios, além do atendimento domiciliar com profissionais altamente competentes.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

15 respostas

  1. Adorei a explicação
    Estou necessitando do endereço ou telefone para contato urgente.

  2. Eu aprendi a tratar escaras a partir do momento que a minha mãe contraiu. Um enfermeiro que conheci no hospital me ensinou todo o procedimento. Hoje eu ajudo pessoas com escaras e não cobro nada por isso, nem mesmo o material, pq sei que há muitas pessoas que não têm condições de comprar sequer, um gel curatec Alginato de cálcio. Faço o tratamento gratuitamente. Não tem segredo tratar de feridas. Eu que tratei as da minha mãe que é acamada.

    1. Olá bom dia tudo bem? Tenho dois amigos que se machucaram em um acidente de moto e estão tendo dificuldade em cuidar das feridas e precisam de ajuda. Será que teria como ajudar eles ? Meu telefone e 11990161905

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + onze =

plugins premium WordPress
doutor-feridas-marca

Agende agora uma Consulta com um Especialista em Feridas

Temos especialistas em todo Brasil para atendimento em nossas clínicas ou em domicílio

doutor-feridas-marca

Agende agora uma consulta com um Especialista em Feridas​!

Temos especialistas em todo Brasil para
atendimento em nossas clínicas ou em
domicílio.

Aceitamos PIX, cartão ou boleto. Pagamento facilitado.