fbpx

Curativo hidrocoloide: o que é e como aplicar

Enfermeiro manuseia curativo hidrocoloide para tratamento de feridas

Uma boa opção, que deve ser considerada durante o tratamento da ferida, é o uso do curativo hidrocoloide. 

Versátil e muito fácil de aplicar e manter, ele é um grande aliado no cuidado das feridas crônicas.

O curativo hidrocoloide é bastante conhecido entre os profissionais de saúde e tem sido largamente utilizado no tratamento de diversos tipos de feridas. 

O que é o curativo hidrocoloide?

O curativo hidrocoloide é um tipo de revestimento terapêutico, flexível, que contribui para um ferimento se cicatrizar em ambiente úmido. 

Ele ajuda a absorver o exsudato (líquido que sai da ferida), promovendo a recuperação dos tecidos lesionados. 

Seus componentes facilitam a cicatrização e protegem a ferida, diminuindo a frequência da troca dos curativos

O curativo hidrocoloide tem aspecto gelatinoso, é autoadesivo e composto de uma camada de CMC – polímero de carboximetilcelulose sódica – derivado sintético da celulose.

Tem ainda uma camada de poliuretano, que impede o vazamento do exsudato e protege o ferimento de agentes externos

Em contato com o ferimento, ele absorve os líquidos secretados e forma um gel firme, que evita vazamentos e permite aos tecidos se recuperarem mais facilmente. 

Além disso, ao ser retirado, o curativo não fere a pele que já se recuperou, facilitando o tratamento da ferida. 

Quando o curativo hidrocoloide é indicado?

O curativo hidrocoloide pode ser utilizado em feridas que tenham uma exsudação leve a moderada, ou seja, com pouca ou média secreção de líquidos e pus. 

É mais indicado para feridas provocadas por queimaduras de primeiro ou segundo graus, arranhões, feridas em fase final de cicatrização, ferimentos externos provocados por traumas, úlceras de pressão, úlceras diabéticas, úlceras venosas, úlceras arteriais e isquêmicas, feridas cirúrgicas, áreas doadoras de pele e rachaduras na pele. 

Esse tipo de curativo pode ser aplicado ainda na prevenção de úlceras por pressão, se houver recomendação do médico especialista. 

Úlceras que necessitem de tratamento prolongado também podem se beneficiar do uso do curativo hidrocoloide. 

Quais são as vantagens de usar este tipo de curativo?

A utilização do curativo hidrocoloide traz muitas vantagens. A primeira delas é criar um ambiente que favorece a cicatrização, ao absorver o exsudato e formar um gel úmido e firme. 

Além disso, por ser uma cobertura versátil, pode ser utilizado em diversos tipos de ferimentos, inclusive em áreas difíceis de aplicação, como cotovelos e calcanhares. 

A aplicação é bastante fácil, estando disponível no mercado em diversas espessuras e tamanhos. 

Inclusive é à prova d’água e não descola facilmente, permitindo que fique em contato com a ferida por um tempo maior. 

O curativo hidrocoloide também pode ser recortado para se adequar ao tamanho do ferimento onde será aplicado. 

Pode ser considerado ainda um ótimo custo-benefício, já que as trocas de curativo são diminuídas e ele pode permanecer em contato com a ferida por até uma semana, se não houver saturação pela absorção do exsudato. 

Esse curativo age como se fosse uma espécie de segunda pele, permitindo ao paciente ter mais liberdade de movimentos e maior conforto enquanto promove a cicatrização. 

Outra vantagem é que, por ser translúcido, permite a visualização do ferimento e observação de sua evolução. 

Ajuda também a verificar quando o curativo deve ser trocado, sem a necessidade de tocá-lo ou retirá-lo do local. 

Ao cobrir o ferimento, mantendo a capacidade dos tecidos “respirarem”, são necessárias menos trocas de curativos e o risco de infecção é diminuído significativamente. 

Quando trocar o curativo hidrocoloide?

O curativo hidrocoloide deve ser trocado sempre que sua capacidade de absorção ficar diminuída. 

Isso pode ser percebido porque há uma mudança na coloração do curativo, ocasionada pela secreção, ou exsudato, recolhida pelo gel hidrocolóide. 

De translúcida, a coloração da bandagem torna-se esbranquiçada ou amarelada, indicando a necessidade da substituição.

Em alguns casos, se a quantidade de secreção for maior do que a esperada, pode haver descolamento do ferimento. 

Se isso ocorrer, é só substituir por um novo. No entanto, o método mais comum é a verificação através da mudança de coloração.  

Ao entrar em contato com o curativo, o exsudato forma um gel que exala um cheiro bastante acentuado, o que é normal.

Trata-se somente do resultado da ação dos medicamentos presentes no curativo em contato com a ferida e suas secreções. 

É importante também observar a evolução da ferida, e se as substâncias presentes no curativo hidrocoloide estão atuando da maneira esperada. 

Como aplicar o curativo hidrocoloide?

Depois de limpar o ferimento conforme orientação médica, há duas possibilidades: 

  • Como o curativo está disponível no mercado em vários tamanhos, pode-se escolher aquele que melhor irá cobrir o ferimento. 
  • Também é possível comprar um curativo de tamanho maior e recortá-lo de acordo com a necessidade, usando instrumentos limpos e esterilizados. 

Qualquer que seja a escolha do paciente, deve-se deixar uma borda de três centímetros de curativo além do limite da ferida a ser tratada. 

A ferida deve estar completamente seca ao receber a aplicação do curativo. 

Não é preciso aplicar nenhum outro medicamento junto com o curativo hidrocoloide: sua composição contém todas as substâncias necessárias para promover uma cicatrização rápida e segura. 

Como existem vários tamanhos e modelos diferentes de curativo hidrocoloide disponíveis, é importante escolher o tipo certo, de acordo com a ferida a ser tratada. 

Quais os casos em que o curativo hidrocoloide é contra indicado? 

O uso de curativo hidrocoloide não é recomendado no tratamento de queimaduras de terceiro grau, feridas necrosadas ou muito infeccionadas. 

Feridas que estejam expelindo uma grande quantidade de secreção também não são as mais indicadas para tratamento com este tipo de bandagem.

Ferimentos em que há exposição de músculos e ossos também não devem ser tratados com curativo hidrocoloide. 

Pacientes com hipersensibilidade aos componentes do curativo devem usá-lo somente com orientação médica. O adesivo do curativo hidrocoloide é hipoalergênico, minimizando o risco de alergias. 

Como buscar orientação sobre quais curativos usar em feridas?

O ideal é você buscar a orientação de um enfermeiro estomaterapeuta

Esses profissionais são especializados em tratamentos de feridas e, portanto, são os mais capacitados a definir o melhor tipo de curativo para cada lesão.

Na rede de clínicas Doutor Feridas, temos alguns dos melhores profissionais dessa área.

Você pode agendar uma consulta presencialmente ou via telemedicina.

De qualquer modo, não deixe de contar com o auxílio de um profissional, pois quanto mais tempo a ferida permanece aberta, maior o risco de infecção e outros problemas.

É profissional da saúde e quer saber mais sobre como acelerar a cicatrização em seus pacientes?

Inscreva-se na imersão Master Feridas, realizada pelo Dr. Evandro Reis, CEO da Doutor Feridas, médico e enfermeiro estomaterapeuta, com mais de 15 anos de experiência em tratamento de feridas.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

2 respostas

  1. Boa tarde. Venho tratando minhas escaras por 4 anos( c/ Algenato de cálcio,casesx elly gel, papaina.e outros). Não obtendo resultados. Tenho muita secreção. No início estava com suspeita de ostiomelite, com infecção muito grande.( entra um dedo, em cada ferida). Será que com esse curativo hidrcoloide, poderia resolver meu problema?? Grato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 − seis =

doutor-feridas-marca

Agende agora uma Consulta com um Especialista em Feridas

Temos especialistas em todo Brasil para atendimento em nossas clínicas ou em domicílio

doutor-feridas-marca

Agende agora uma consulta com um Especialista em Feridas​!

Temos especialistas em todo Brasil para
atendimento em nossas clínicas ou em
domicílio.

Aceitamos PIX, cartão ou boleto. Pagamento facilitado.