fbpx

Ferida no calcanhar: o que pode ser e como tratar

ferida no calcanhar

Feridas no calcanhar podem surgir devido a uma variedade de fatores.

Se estão demorando a cicatrizar, é possível que haja uma condição de saúde associada que precisa ser investigada por um profissional.

A seguir, vamos ver as principais causas para ferida no calcanhar, como tratar e quando procurar um médico.

O que pode ser uma ferida no calcanhar?

São várias as causas possíveis para o surgimento de feridas no calcanhar, como:

Atrito e pressão

  • Calçados mal ajustados: Sapatos desconfortáveis causam atrito constante na região do calcanhar, levando ao desenvolvimento de bolhas que, se não forem tratadas adequadamente, podem evoluir para feridas.
  • Atividades físicas: Atividades que colocam pressão adicional no calcanhar, como correr ou caminhar longas distâncias, aumentam o risco de feridas se o calçado não for apropriado ou se a pele não estiver devidamente protegida.
  • Trauma: Qualquer forma de trauma, como cortes ou contusões, pode resultar em feridas no calcanhar.

Pele seca ou rachada

  • Clima seco: Em climas secos, a pele ao redor do calcanhar fica ressecada e propensa a rachaduras, podendo se aprofundar e se tornar feridas.
  • Falta de hidratação: Leva a pele do calcanhar a rachar, por ser uma área de alta pressão.

Infecções fúngicas ou bacterianas

Se uma área rachada ou uma bolha aberta no calcanhar entrar em contato com fungos ou bactérias, existe o risco de infecção e agravamento da ferida.

E se a ferida não está cicatrizando e há sintomas de infecção como pus, necrose, inchaço, vermelhidão ou febre, é fundamental buscar o tratamento com um profissional de saúde.

Más condições de saúde

A ferida no calcanhar pode ser algo mais grave quando há algum tipo de doença associada ou condições de saúde delicadas, como:

  • Diabetes: Esta condição pode causar neuropatia (perda de sensação) e má circulação, que levam a feridas de pé diabético.
  • Má circulação: A má circulação retarda o processo de cicatrização, tornando as feridas no calcanhar mais propensas a infecções e outras complicações.
  • Insuficiência Venosa Crônica: Essa condição pode levar ao acúmulo de fluido e pressão na perna, resultando em úlceras venosas no calcanhar.
  • Pressão prolongada: Pacientes acamados ou com mobilidade reduzida podem desenvolver úlceras de pressão no calcanhar devido à pressão contínua sobre a área.

Como tratar uma ferida no calcanhar

Tratar uma ferida no calcanhar envolve uma série de etapas cuidadosas para garantir uma recuperação eficaz e prevenir infecções. 

De um modo geral, o tratamento de uma ferida comum envolve:

1) Limpeza da ferida

A primeira linha de defesa contra a infecção em uma ferida no calcanhar é uma limpeza meticulosa. 

O processo de limpeza ajuda a remover detritos e bactérias da superfície da ferida, criando um ambiente mais propício para a cicatrização. 

Para isso, você pode usar água morna corrente ou soro fisiológico e secar delicadamente a área ao redor com uma toalha limpa e seca, evitando esfregar a ferida.

2) Cobertura da ferida

Manter a ferida aberta ou fechada? Muitos ainda têm essa dúvida, e a resposta é que a ferida deve estar sempre coberta para evitar infecções.

Para isso, use um curativo estéril e não aderente, ou seja, que não grude na ferida. 

A escolha do curativo pode variar de acordo com a natureza e a gravidade da lesão. 

Por exemplo, curativos de filme transparente podem ser usados para feridas superficiais, enquanto curativos de espuma ou hidrocoloides podem ser mais adequados para feridas mais profundas ou exsudativas.

 A orientação de um profissional de saúde é fundamental para escolher o curativo mais adequado que pode promover um ambiente de cicatrização ideal.

3) Evitar pressão e atrito

A pressão e o atrito contínuos podem agravar a ferida no calcanhar e retardar o processo de cicatrização. 

Sapatos confortáveis com suporte adequado e amortecimento podem ajudar a redistribuir a pressão longe da ferida. 

Adicionalmente, almofadas de gel ou palmilhas ortopédicas fornecem um alívio extra, criando uma barreira entre o calcanhar e o sapato, minimizando assim o atrito e a pressão sobre a ferida.

4) Monitoramento constante da ferida

O monitoramento regular da ferida é fundamental para avaliar a eficácia do tratamento. 

Sinais de melhora incluem uma redução no tamanho da ferida, uma diminuição na quantidade de exsudato, e a formação de tecido granulado saudável. 

Por outro lado, sinais de possível infecção ou piora incluem aumento da dor, vermelhidão, inchaço, ou um odor desagradável. 

Manter um registro do progresso da ferida, incluindo fotografias e notas sobre alterações observadas, é importante para o profissional de saúde avaliar o andamento do tratamento.

5) Terapias avançadas

Em casos de feridas crônicas ou que não estão cicatrizando no calcanhar, a adoção de terapias avançadas pode se fazer necessária. 

Uma dessas terapias é o desbridamento, que é um procedimento realizado para remover o tecido morto ou infectado da ferida, criando assim um ambiente mais propício para a cicatrização. 

Esta etapa é crucial, pois o tecido necrosado pode impedir o processo de cicatrização e ser um terreno fértil para infecções.

Outra técnica utilizada é a terapia por pressão negativa, que através da aplicação de pressão subatmosférica na área da ferida, ajuda a remover o exsudato e promove a formação de tecido granulado. 

Além disso, a laserterapia é uma modalidade terapêutica que tem ganhado destaque no tratamento de feridas. 

Utilizando luz laser de baixa intensidade, esta técnica pode estimular a circulação sanguínea na área afetada, promover a regeneração celular e acelerar o processo de cicatrização. 

É imperativo que essas terapias sejam sempre conduzidas ou monitoradas por profissionais de saúde especializados, para garantir a segurança do paciente e otimizar os resultados do tratamento.

Quando procurar um médico para tratar ferida no calcanhar?

Como vimos, em casos de infecção, é fundamental buscar um médico para combater as bactérias com o uso de antibióticos via oral.

Caso o corte seja profundo ou tenha sido feito em superfícies contaminadas, também é necessária a avaliação profissional.

Além disso, se a ferida no calcanhar não cicatriza, é fundamental investigar se há alguma condição de saúde prejudicando a cicatrização.

Nestes casos, procure um médico o mais rápido possível, pois quanto mais tempo a ferida permanece aberta, maiores são os riscos de agravamento da infecção.

Em clínicas como a Doutor Feridas, é possível obter a avaliação de profissionais capacitados em cicatrização, como médicos, enfermeiros estomaterapeutas, fisioterapeutas e outros.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − 5 =

plugins premium WordPress
doutor-feridas-marca

Agende agora uma Consulta com um Especialista em Feridas

Temos especialistas em todo Brasil para atendimento em nossas clínicas ou em domicílio

doutor-feridas-marca

Agende agora uma consulta com um Especialista em Feridas​!

Temos especialistas em todo Brasil para
atendimento em nossas clínicas ou em
domicílio.

Aceitamos PIX, cartão ou boleto. Pagamento facilitado.